Enem 2018 Inscrições

O Exame Nacional do Ensino Médio(ENEM), foi criado no ano de 1998 como uma prova de avaliação dos alunos que saiam desse nível de estudo, para o Governo Federal saber em quais condições esses estudantes estavam indo para a faculdade.

Foi somente no ano de 2009, com o Ex Ministro da educação e atual prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que o Enem passou a valer como uma prova de acesso a dezenas de faculdades de todo o Brasil.

Apenas as três principais faculdades de São Paulo, USP, UNESP e UNICAMP ainda não usam o Enem como instrumento de seleção e possuem suas próprias provas, as quais, costumam ser extremamente concorridas.

Assim, para quem quer ter uma chance maior de ingressar no ensino superior em uma faculdade Pública, a maior chance é realizando o Enem 2018, já que por meio do SiSU, os alunos tem oportunidades de usar a nota do Enem, para entrar em Universidades espalhadas por todo o Brasil. Continue lendo esse texto para saber tudo sobre o Enem 2018.

Conheça o ENEM 2018

O Enem – Exame nacional do Ensino Médio, é uma prova  elaborada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP, em parceria com o Ministério da Educação com múltiplos propósitos: avaliar a qualidade da educação do ensino médio nas escolas brasileiras, avaliar o desempenho de cada aluno, e de servir de parâmetro de seleção para universidades e programas educacionais de inclusão ao ensino técnico e superior.

No passado, o resultado do exame também poderia ser utilizado para obtenção do certificado de conclusão do ensino médio, porém, graças à uma consulta popular feita pelo MEC em 2017, a obtenção do certificado passou a ser feita através de outro exame, o Encceja 2018, removendo essa função do Enem.

O Exame foi criado em 1998, e naquela época, seu objetivo era apenas metrificar a qualidade dos ensinos nas escolas. Com o passar dos anos, a estrutura da prova foi alterada, e novos objetivos foram incorporados, tornando hoje o Enem o exame de avaliação mais importante de todo Brasil, com alto índice de inscritos.

Hoje o Exame é a principal porta de entrada de estudantes para o ensono superior em todo o Brasil. Como o resultado da nota do Enem 2018, o aluno pode participar do Sistema de Seleção Unificado – SISU 2018, e ingressar no ensino superior sem precisar prestar vestibular.

Para que serve o Enem
Para que serve o Enem

Além disso, o Estudante tem acesso à diversos outros programas de inclusão educacional através do resultado da prova, como o programa Universidade para todos – PROUNI 2018, que distribui bolsas de ensino para educação superior parciais e integrais para estudantes de baixa renda, e o Financiamento Estudantil FIES, que oferece uma linha de crédito com juros baixos para financiamento do ensino superior em faculdades e universidades particulares.

Requisitos do ENEM 2018

Todos os anos, milhões de estudantes de todo o Brasil se inscrevem para realizar a prova do Exame do Ensino Médio. Qualquer pessoa pode realizar a prova do exame, independente da idade, escolaridade, e condição socioeconômica. Porém vale ressaltar que a inclusão em programas como PROUNI e SISU exige que o candidato já tenha cumprido o ensino médio.

Os únicos requisitos para participação da prova do Enem 2018 são os seguintes:

  1. Estar cursando ou ter concluído o Ensino Médio;
  2. Ter CPF e documento de ddentidade;
  3. Ter residência fixa;
  4. Pagar a taxa de inscrição – ou solicitar a isenção da taxa dentro do prazo, caso esteja cursando o ensino médio em escola pública ou particular na condição de bolsista integral.

Requisitos ENEM 2018

Atendimento especial

O exame também é inclusivo: estudantes com condições especiais, como deficientes visuais ou estudantes com dificuldade de movimentação poderão solicitar apoio especial para realização da prova. Confira abaixo as opções de atendimento especial para o dia de realização da prova:

  • Salas de fácil acesso para estudantes com dificuldade de mobilidade;
  • Provas em braile;
  • Provas com letra aumentada;
  • Presença de leitor da prova;
  • Interprete de libras.

O aluno deverá solicitar atendimento especial no ato da inscrição do exame.

Enem prisional

Também poderão se inscrever para a prova do exame encarcerados, privados de liberdade, e pessoas cumprindo medidas socioeducativas. As inscrições do exame seguem um calendário à parte ao calendário geral do exame, e os interessados poderão, da mesma forma, utilizar no futuro a nota do exame para participar do Sisu, Sisutec e Prouni.

Caso o estudante esteja empenhado nos estudo, poderá solicitar na justiça a liberação temporária para estudar. Os critérios avaliados para liberação, nesse caso, são o bom comportamento e a aplicação demonstrada nos estudos.

Enem Prisional 2018
Fonte: Inep – Dados de 2015

Edital ENEM 2018

Antes de realizar a sua inscrição para o Enem 2018 é recomendado você dar uma boa leitura no edital do mesmo, qualquer pessoa pode estar participando da prova, porém é importante se manter atendo a algumas regras básicas.

Por isso, o Ministério da Educação liberou o acesso ao edital do ENEM 2018, com todos os detalhes e regras para participação do Enem. Pelo edital, o estudante poderá conferir as informações oficiais sobre:

  • Datas de inscrição;
  • Datas de realização das provas;
  • Datas de divulgação dos resultados;
  • Valor da inscrição;
  • Atendimentos específicos;
  • Liberação do cartão de confirmação;
  • Conteúdo e estrutura das provas;
  • Divulgação dos locais de prova;
  • Horários do exame;
  • Regras da realização das provas;
  • Correção do exame;
  • Como proceder para usar a nota do exame

O edital deve ser liberado a partir de abril de 2018. Não foi, até o memento divulgada a data oficial de lançamento do edital do exame, por isso recomendamos cautela e atenção para a liberação de novas informações sobre a prova.

Edital do Enem 2018
Confira o Edital no portal do INEP

Confira o edital no site oficial do Enem: http://enem.inep.gov.br/.

 

Enem 2018 inscrições

Para realizar a inscrição no Enem 2018 o aluno deverá acessar o site oficial do exame munido de documentos como o seu CPF e RG.

Acesse a pagina de inscrição do Enem 2018 informando o seu CPF assim que solicitado, juntamente será requisitado a você sua data de nascimento, não esqueça de informá-la. Logo em seguida será exibido para você a página de cadastro do candidato, solicitando que você informe o número do seu RG (também conhecido como identidade), seu endereço de residência e demais dados necessários para você realizar sua inscrição no exame do Enem. Nesse momento muitos candidatos deverão assinalar que querem realizar o Exame Nacional de Ensino Médio apenas para concluir os estudos, ou seja o ensino médio. Lembrando que após essas opções você ainda será submetido ao questionários socioeconômico, basta responder corretamente e honestamente o mesmo.

Atualmente a taxa de inscrição para o Enem custa R$ 63,00, essa mesma deve ser paga exclusivamente no Banco do Brasil por meio da Guia de Recolhimento da União, ou simplesmente GRU. Vale lembrar que existem excessões para este caso, como por exemplo os estudantes que estão agora concluindo o ensino médio, esse mesmos serão isentos de taxas de inscrição de forma automática.

Além do caso de estudantes que estejam concluindo o ensino médio, outra forma de buscar a isenção da taxa de inscrição do Enem 2018 é realizando um pedido de carência, esse mesmo deve ser solicitado apenas por por candidatos que possuam baixa renda em sua familia, esse pedido será validado através do questionário econômico o qual já comentamos anteriormente (disponível ao longo da sua inscrição no Enem).

Ao realizar todo o seu cadastro/inscrição o participante terá acesso completo a área do participante disponível dentro do site, dessa forma se torna de responsabilidade da pessoa acompanhar como está o andamento se sua inscrição, verificar se ela está confirmada ou não antes da data de encerramento das inscrições para o Enem.

Cartão de Confirmação e Local do Enem 2018

No cartão de realização do exame, estarão discriminados:

  • Data e horário da prova do Enem;
  • Local e sala de realização;
  • Idioma estrangeiro optado pelo participante;
  • Cronograma das provas.

Os estudantes que tiverem realizado as inscrições do exame e realizado o pagamento da GRU com o valor da inscrição, terão direito a acessar o Cartão de Confirmação, direito no portal do Enem.

O cartão de confirmação é o documento onde o candidato confere o local de prova do Enem 2018, e sua apresentação é obrigatória no dia de realização da prova do exame.

Para emitir seu cartão de confirmação, o estudante deverá acessar a página de inscrição através do endereço http://enem.inep.gov.br/participante, consultar e imprimir o cartão.

Cartão de Confirmação do ENEM
Cartão de Confirmação

Como são as provas do Enem 2018

Como já é conhecido, o estilo de prova do Enem difere um pouco dos vestibulares tradicionais, como USP e UNICAMP, já que possui mais interpretação de textos, gráficos e dados e menos aplicação de formulas e outros conceitos mais abstratos. Outra questão a se levar em conta é, o Enem cobra disciplinas como artes, filosofia e espanhol, para os alunos que optarem por responder perguntas dessa língua estrangeira em suas provas.

Além disso, o Enem é mais longo, contendo 180 questões, as quais, são divididas em dois dias de prova. No primeiro, os alunos devem responder as perguntas de (Ciências Humanas, Ciências da Natureza e matemática).

No segundo dia, as questões são de Linguagens e Códigos, ou seja, português e espanhol/inglês e ainda fazer a prova de redação.

A redação do Enem deverá ser escrita de forma argumentativa e dissertativa, não se preocupe que você possuirá uma folha para realizar uma rascunha de sua redação antes. Lembre que o tema da redação será revelado apenas na hora da prova do Enem, e o mesmo será escolhido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira ou simplesmente INEP, principal órgão responsável pela organização do Enem 2018.

Um dica para a redação do Enem é ficar atendo a temas da atualidade, jornais ou fatos históricos que estejam ocorrendo no anos, como copa do mundo, olimpíadas e etc. Outro tema muito proposto pelo INEP para a redação do Enem, são assuntos relacionados ao meio ambiente, trânsito, cidades urbanas e outros assuntos do dia-a-dia.

Lembrando que o Enem possui seus próprios critérios para corrigir a redação, como levar em consideração aspectos de direitos humanos e a intervenção do aluno no problema citado para desenvolver o argumento.

Assim, se na redação, houver qualquer tipo de insulto ou ainda, o aluno não conseguir desenvolver ideias de resolução do problema, a nota pode até mesmo ser zerada, o que impede com que se concorra a qualquer Universidade, já que a redação tem um peso grande na not a final de cada aluno.

Gabarito Enem 2018

O participante da prova também poderá levar para casa o caderno com as perguntas do exame, mas para isso, precisa ficar até a última hora de realização da prova. Com o caderno em mãos, é possível consultar o gabarito oficial do exame, que deve ser lançado 7 dias após a realização do segundo dia de provas do exame.

Vale lembrar que o cálculo da nota leva m conta diversos fatores, e sua nota não vai corresponder, necessariamente, à media aritmética dos acertos no exame.

Cada questão possui pesos diferentes, de acordo com a maneira em que abordam as seguintes competêncas:

  • Ciências humanas;
  • Ciências da natureza;
  • Linguagens e códigos;
  • Matemática.

Outro ponto importante é que a redação compõe metade da nota geral do exame. e o candidato somente saberá o resultado da nota completo quando o MEC liberar os resultados do ENEM 2018.

Nota do Enem

Ainda é interessante ressaltar que a nota do Enem é calcula de zero a mil, com um sistema próprio, o qual, não leva em consideração somente o número de questões acertadas, mas também, qual o nível de dificuldades dessas questões.

Esse sistema conhecido como Teoria de resposta ao item (TRI), assim, é importante não somente acertar as perguntas difíceis, mas evitar o erro das fáceis, já que esse sistema desconta bastante pontos quando se erra uma pergunta considerada fácil.

Também é importante ressaltar que, em programas de seleção como o Sisu, as universidades terão autonomia para dar pesos diferentes para cada competência do exame. Uma universidade pode dar, por exemplo, mais peso nas notas de Matemática para seleção de alunos de cursos de Engenharia, e maior peso em nas notas de Ciências da natureza para o curso de Medicina, por exemplo

Esse texto falou um pouco sobre os princípios básicos do ENEM 2018. Para saber mais informações sobre esse Exame, acesse o site do INEP e fique por dentro de todas as informações.

Resultado Enem 2018
Resultado do exame será divulgado no final do ano

Como ser fiscal do Enem 2018

Ao todo, o INEP deverá contratar mais de 600 mil fiscais para a realização da prova do Enem em todo o território nacional. Lembrando o exame estará disponível em todas as cidades brasileiras, e mais de 8 milhões de estudantes participarão do teste do INEP.

Quem poderá ser fiscal do Enem

  • Servidores públicos federais;
  • Estudantes de graduação de universidades públicas;
  • Estudantes de pós-graduação de universidades públicas;
  • Colaboradores da Cesgranrio e do Cespe/UnB
Como se tornar um fiscal do Enem
Quem pode ser um fiscal do exame

Para ser fiscal do exame, o candidato não pode ter candidatos nem parentes de até terceiro grau inscritos para a prova do exame. No caso de servidores federais, também é obrigatório ter o segundo grau completo.

Como se inscrever para ser fiscal

As inscrições deverão ser feitas no portal do Ministério da educação, dentro do calendário de inscrições. O órgão responsável pela seleção dos candidatos e contratação é o Inep, que publica o edital com antecedência.

Após a inscrição, o candidato passará por um treinamento online, incluindo todos os procedimentos de segurança e protocolos a serem tomados na data de aplicação das provas do exame. Para realizar o treinamento, o candidato precisa de um dispositivo móvel (celular ou tablet), com acesso à internet para realizar o preparatório online.

Quanto ganha o fiscal do Enem

O ordenado do fiscal será realizado por hora. Cada hora trabalhada vale R$ 39,15, tendo ao todo, 12 horas de trabalho para ser cumpridas. O pagamento será realizado por depósito bancário, na conta cadastrada pelo fiscal no ato da inscrição.

O pagamento só será realizado após a aplicação das provas, com a confirmação do dever prestado.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votes, average: 5.00 out of 5)
Loading...